SharePoint

Ufba transfere tecnologia para Estado controlar consumo de água e energia em prédios públicos


A Universidade Federal da Bahia (Ufba) concluiu, na última quinta-feira (18), a transferência de tecnologia e conhecimento para o Governo do Estado, com a migração do sistema Aguapura Vianet para a base de dados da Prodeb. A transferência do software encerra a IV etapa do Programa de Racionalização de Consumo de Água e Energia nos Prédios Públicos Estaduais, realizado em parceria com a Secretaria da Administração (Saeb).

A migração tecnológica para o Estado tem o objetivo de conceder autonomia operacional às equipes dos órgãos públicos. O Programa de Racionalização já resultou na redução do consumo de água de 2,8 milhões de metros cúbicos para 1,9 milhões de m3, (30% do seu consumo). Também aferiu uma diminuição no consumo de energia elétrica de 173 milhões de kWh para 163 milhões de kWh (4,7% do seu consumo).


O Programa abrangeu 160 prédios públicos do Estado, no período de dez anos (2008-2019), dividido em quatro etapas. Entre os imóveis monitorados estão edifícios administrativos, escolas, companhias de polícia e unidades de saúde.


A redução no consumo de água e energia foi responsável por uma economia para os cofres públicos de R$ 26,9 milhões, desde o lançamento do Programa, no ano de 2008. Desse total, a economia com a redução do consumo de água foi de R$ 21,4 milhões, enquanto energia elétrica foi de R$ 5,5 milhões.


O Programa prevê o monitoramento diário do consumo de água e energia nos prédios públicos e a adoção de medidas de forma célere para evitar desperdícios. Os resultados dos gastos são divulgados pelo sistema Aguapura Vianet e são adotadas pequenas intervenções de manutenção preventiva e corretiva nas instalações dos edifícios. As equipes Ecotimes também desenvolvem ações de conscientização em parceria com suas assessorias de comunicação para conscientização do consumo e modificação de hábitos que geram desperdícios.


O sistema era mantido por uma equipe da Teclim - Rede de Tecnologias Limpas, pertencente ao Departamento de Engenharia Ambiental, composta por professores, engenheiros e profissionais de Tecnologia da Informação. O trabalho foi mantido em conjunto com um grupo de servidores da Diretoria de Serviços da Secretaria de Administração (Saeb).

 

Fonte: Ascom Saeb