SharePoint

Saeb lança nova etapa do projeto eSocial Conexão Bahia

O governo baiano está iniciando os preparativos para garantir a adesão das suas unidades da administração direta ao Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial), do governo federal. Nesta quarta-feira (29.05), lideranças dos mais diversos órgãos estaduais participaram do evento de lançamento da terceira etapa do projeto eSocial Conexão Bahia, no auditório da Secretaria de Educação do Estado (SEC).

Iniciativa da Secretaria de Administração do Estado (Saeb) em parceria com a Prodeb e a empresa contratada Resource, o eSocial Conexão Bahia visa adequar o governo baiano às mudanças promovidas pelo projeto que permite aos empregadores comunicar eletronicamente ao governo federal, de forma unificada, as informações relativas aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias e folha de pagamento.

“Mais do que uma mudança tecnológica, o grande desafio da implantação do eSocial é uma mudança cultural, e é nesse sentido que vamos precisar do compromisso de cada um de vocês”, afirmou o superintendente de Recursos Humanos do Estado, Adriano Tambone, à plateia do evento, formada por diretores gerais, diretores administrativos e coordenadores de Recursos Humanos dos órgãos estaduais.

Na sequência da fala do superintendente, a coordenadora do eSocial Conexão Bahia Edcássia Souza proporcionou ao grupo uma visão geral do projeto e das atividades que serão realizadas a partir de agora para garantir a sua implantação. De acordo com Edcássia, a previsão é de que já a partir de janeiro de 2020 todas as unidades da administração direta do Estado passem a comunicar suas informações ao governo federal, de forma eletrônica, por meio do eSocial.

“Um dos principais desafios que teremos pela frente é a qualificação cadastral, já que o sistema exige que trabalhemos com dados qualificados”, explica Edcássia, ao informar que o governo federal disponibiliza um aplicativo para identificar divergências entre os cadastros internos da empresa e os dados do Cadastro de Pessoas Físicas (CPFs) e do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). “Nos casos de divergência, será preciso inclusive mobilizar os próprios servidores para requisitar as alterações necessárias no cadastro”, informou Edcássia. Estas e outras tarefas do processo de implantação, segundo a coordenadora, serão viabilizadas por meio dos pontos focais, profissionais designados pelos órgãos para atuar como interlocutores do projeto eSocial.

Fonte: http://www.saeb.ba.gov.br/2019/05/9520/Saeb-lanca-nova-etapa-do-projeto-eSocial-Conexao-Bahia.html